top of page

Concertos na Cidade 2016

24 de agosto

TRIO CAPITU

 

Janaína Perotto – oboe e corne inglês

Sofia Ceccato – flauta e flautin

Débora Nascimento – fagote

Ouvi-las é mergulhar na alma, no mistério vibrante do mundo.

 

(Pablo de Pão -  escritor e produtor cultural)

O TRIO CAPITU, fundado em 2012, é um grupo de formação original e singular: flauta, oboé e fagote. Sofia Ceccato - flauta/flautim, Débora Nascimento – fagote e Janaína Perotto – oboé/corne inglês vêm acumulando reconhecimento de público e de crítica. Indicado ao  27º Prêmio da Música Brasileira na categoria “Revelação”, o grupo também foi escolhido para se apresentar na programação oficial de abertura das comemorações dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro. Por dois anos consecutivos foi selecionado no Prêmio Funarte de Concertos Didáticos, levando suas apresentações a escolas da rede pública de ensino e, entre 2014 e 2015, foi um dos grupos a se apresentar no aclamado projeto social Doutores da Alegria.No intuito de manter acesa a chama da música de câmara e reavivar a combinação destes três instrumentos, o TRIO CAPITU percorre não apenas o rico repertório original para esta formação - fortemente solidificado através do Trio-Sonata barroco - mas também os clássicos e modernos, trazendo sua sonoridade para os tempos atuais em novas composições e arranjos especiais que passam por grandes nomes do choro e da música popular brasileira, até as mais variadas sonoridades da música do mundo.O CD NOVOS VENTOS, lançado no final de 2015, com oito faixas só de música brasileira com composições originais dedicadas especialmente ao grupo e adaptações, é resultado de uma bem sucedida campanha de financiamento coletivo e ganhou também Menção Honrosa nos Melhores da Música Brasileira 2015, prêmio organizado pelo site Embrulhador.

Sofia Ceccato - flauta/flautim

Natural de Angra dos Reis (RJ), iniciou seus estudos musicais ao piano, aos 5 anos de idade, com sua mãe Suzette Ceccato. Seis anos mais tarde iniciou a prática de flauta transversal com o professor Paulo César Castilho, ainda em sua cidade natal. Em 2000, passou a ser orientada por Eduardo Monteiro, no Rio de Janeiro. Formou-se bacharel em Flauta pela UFRJ em 2007. Participou de cursos em diversas cidades brasileiras com renomados professores nacionais e internacionais. Em 2008 foi contemplada com uma bolsa para participar do Young Artists Bayreuth Festival, na Alemanha. Foi visitante intercambista na Universidade da Georgia (EUA), se aperfeiçoando com Angela Jones-Reus em 2009. É pós-graduada em Música de Câmara pelo Conservatório Brasileiro de Música. Atualmente cursa Mestrado em Práticas interpretativas na UNIRIO. É flautista da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro desde 2005. Sofia é também apresentadora dos programas Sinfonia Fina e Partituras, ambos exibidos pela TV Brasil.

Débora Nascimento – fagote

Natural do Rio de Janeiro, iniciou os estudos de fagote em 2004 na classe do mestre Noël Devos, estudando o fagote no sistema francês. Em 2006, iniciou os estudos pelo sistema alemão sob orientação do fagotista e professor Elione Medeiros. Integrou o naipe de fagotes da Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem de 2008 a 2010, quando assumiu o cargo de Chefe de Naipe na Orquestra Sinfônica de Barra-Mansa, onde atua até hoje. Como solista, atuou à frente da Banda Filarmônica do Rio de Janeiro e à frente da Orquestra Sinfônica da UNIRIO. Em 2015 graduou-se na UNIRIO no curso de Bacharelado em Música (Fagote) sob orientação de Elione Medeiros. É integrante também do Quinteto Lorenzo Fernandez e dá aula de iniciação musical para crianças no projeto social AfroReggae.

Janaína Perotto – oboé/corne inglês

Natural de Londrina (PR), iniciou seus estudos de oboé com Luis Carlos Justi, professor com quem formou-se bacharel pela Universidade do Rio de Janeiro – UNIRIO. Foi integrante da Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem de 1999 a 2001, ano em que foi premiada  com uma bolsa de estudos do governo alemão para se aperfeiçoar na Escola Superior de Música de Karlsruhe, com o professor solista Thomas Indermühle. Durante o período de formação no Brasil, teve masterclasses com professores de renome como Ingo Goritzki, Nicholas Daniel e Andreas Wittman e, na Alemanha, com Christian Schmitt e Jacques Tys. Janaína é primeiro oboé solo da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. É mestre em Práticas Interpretativas pela UFRJ e doutoranda na mesma área de pesquisa, na mesma universidade.

 

PROGRAMA

 

Nilson Vieira (1975)

Genuinamente Brasileira

 

Alfredo Sertã (1971)

Pequena Jornada

 

Joseph Haydn (1732-1809)

Trio de Londres nº1

 

Anderson Alves  (1986)

Divertimento

 

 Marcos Lucas (1970)

Ariel

 

Rogerio Rosa (1970)

 Contemplando

 

Donga (1890-1974) e Mauro de Almeida (1882-1956)

(arr. Alexandre Caldi)

Pelo Telefone

 

 Chiquinha Gonzaga (1847-1935)

 (arr. Isaías Ferreira)

Atraente/Lua Branca/Gaúcho

bottom of page