top of page

Concertos UFG - 2018

Entrada Franca

Quarta-feira, 21 de novembro

20h30

Nahim Marun, piano

Nahim Marun, piano

é um dos principais representantes da grande tradição de pianistas brasileiros. Estudou intensamente e durante sete anos com a célebre pianista Isabel Mourão no Brasil, prosseguindo por quatro anos nos Estados Unidos com o pianista Grant Johannesen, que fora herdeiro pianístico de Casadesus e Busoni. Procurando sempre um embasamento musicológico da interpretação pianística, estudou seis anos de composição, harmonia, contraponto e análise com Koellreutter no Brasil e posteriormente análise com Carl Schachter nos EUA e musicologia com Danièle Pistone na França. Concluiu o Mestrado em Nova York no The Mannes College of Music  e o Pós-Doutorado em Paris na Université Paris-Sorbonne (Paris-IV). Marun é professor-doutor na Universidade Estadual Paulista UNESP, campus de São Paulo, possui diversos livros publicados e ministrou aulas, concertos e recitais no Brasil, Uruguai, Colômbia, França, Itália e Estados Unidos. Iniciou sua carreira profissional como solista de orquestra aos dezoito anos, quando recebeu vários primeiros prêmios em concursos nacionais de piano. Após completar sua formação no exterior, foi premiado “Melhor Solista do Ano” pela Associação Paulista dos Críticos de Arte e indicado “Melhor Pianista” pelo IV Prêmio Carlos Gomes. Em 2016 recebeu o Prêmio Pró-Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo para gravar o CD “Miniaturas de Oswald”, que incluiu obras para piano até então inéditas do compositor romântico brasileiro Henrique Oswald. Suas gravações receberam o “Diapason d’Or”, o Prêmio Bravo! de Cultura e foram selecionadas entre as “Melhores do Ano” pela Iberian and Latin Music Society de Londres (Ray Picot) e muito bem recomendadas pelas revistas Diapason francesa, Diverdi espanhola e American Record Guide (Mark Lehmann).

PROGRAMA

 

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

 

A Prole do Bebê vol.I  (1918)

Branquinha, a boneca de louça

Moreninha, a boneca de massa

Caboclinha, a boneca de barro

Mulatinha, a boneca de borracha

Negrinha, a boneca de pau

A Pobrezinha, a boneca de trapo

O Polichinelo

Bruxa, a boneca de pano

 

Franz Liszt (1811-1886)

 

Paráfrase sobre o Rigoletto de Verdi S.434 (1859)

Sonata em Si menor S.178 (1854)

 

bottom of page